Agricultural activities in the Farm


As atividades agrícolas da Quinta das Alagoas realizam-se em modo de Agricultura Biológica pelo que a nossa maior proteção relativamente a pragas e doenças consiste na consociação, na rotação de culturas e na utilização de produtos fitossanitários caseiros e tradicionais da zona com por exemplo chorume de urtigas para afastar as lagartas das couves ou cinzas de lenha de amendoeira para proteger o alho ou, ainda, dar cerveja a beber aos caracóis e às lesmas em pequenos recipientes (o “bar das lesmas” como nós chamamos…) para as afastar das plantas que elas costumam atacar.
Se gostar pode participar na nossa laboração, mês a mês, quando vier ter connosco por um fim-de-semana ou durante umas pequenas férias em que deseje colaborar nas nossas atividades.
Também pode convocar um grupo de amigos para participar numa “minga,” que é uma jornada de ajuda nas atividades do campo.
A seguir vão exemplos do que faremos juntos mês a mês:
JANEIRO:
Em Janeiro pode colaborar na lavoura ou semear cenoura, couve e feijão, gipsófila, zínias ou, ainda, fazer viveiros.
FEVEREIRO:
DSCF8463
Em fevereiro se desejar venha transplantar cebolas, semear pimento pepino e transplantar amores-perfeitos para junto das alfaces, porque se dão muito bem.
MARÇO:
DSCF8469
Em março venha preparar a terra para receber a consociação milho / abóbora / feijão anão ou corte as canas connosco para as estacas que hão de sustentar o tomate rosa a transplantar.
ABRIL:
DSCF8470
Em abril precisamos muito de si para mondar e sachar os campos, para transplantar cebolo ou beterraba ou fazer mais viveiros de pepino e tomate, retirar os “ladrões” das árvores e semear melão e melancia bem longe um do outro porque fazem má vizinhança.
MAIO
DSCF8438
Em Maio não se esqueça de aparecer para colaborar connosco e com as vacas na limpeza dos matos, enxertar amendoeiras ou semear trepadeiras.

Consulte o nosso site todos os meses e verá que temos sempre propostas novas.
Mas se anda com sonos atrasados venha na mesma ter connosco e fique a preguiçar debaixo de uma árvore ou ao sol, por entre os malmequeres ou deitado na areia da praia de Burgau que é abrigadinha e soalheira.